domingo, 20 de fevereiro de 2011

c2.


Venha logo, traga de volta a minha certeza, não deixe, por favor, não deixe. Traga um agasalho para esquentar a minha falta de amor e ganhe em troca um ingresso para a minha fidelidade. Não espere o horário do trânsito livre, não espere ouvir o que você não quer, não espere a vida dar merda para colocar a culpa na vida. Eu ainda estou aqui por você, limpa, ilesa, sua. Mas cada milímetro do meu corpo me implora por vida, por magia, por encantamento. Por favor, me roube, não deixe, não esqueça do nosso pacto em não ser mais um daqueles casais que não conversam no restaurante e reparam tristes nos outros. (...) É fácil, basta você querer, eu ainda quero tanto.
Venha agora, não espere o músculo, a piada, o botão, o calo, a saudade, o arrependimento, o vazio. Eu preciso sentir que você ainda sente, eu preciso que o seu coração dê um choque no meu, eu preciso saber que seu peito ainda aperta um pouco quando eu vou embora e se espalha como borboletas nas veias quando eu chego. Tudo o que eu quero, quando ele me olha sem pressa e sorri nervoso sem saber porque a gente procura se perder, é que você desligue o DVD e me diga que esse filme é batido e não tem final feliz. Eu quero que você grite dentro da minha cabeça que não precisamos disso e que, por alguma razão, quando a gente se afasta a dor é maior do que todo o mundo que nos espera. Eu ainda preciso que você me ache bonita, se surpreenda, me comemore e esqueça um pouco de todo o resto pra se encantar sem medo do tempo. Não me tire a razão, não me tire a honra, não me faça estragar tudo só para sentir o vento na cara de novo e a música alta. Berre e assopre em mim enquanto é tempo. Me coma na cozinha, quebre a mesa, faça um escândalo, qualquer coisa para tirar o cheiro de velório do meu ventre. Eu ainda quero viver para você. Venha agora, ganhe a corrida, passe todo o resto pra trás, é você quem eu continuo eternamente esperando na linha final.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

você tropeça e acha solução.


As diretrizes de uma vida que eu não sei qual é. Os desgostosos adoram vigiar o desastre, e se eu fosse um deles? De desastre pra desastre termino num banco estourando meu plástico bolha e pensando em nada. Nada, sobrou quase nada, foi teatro, palhaçada, o circo enfim pegou fogo. Não tem sensação, e nem me sinto uma privilegiada. Entre as humilhações que vem aos poucos, o dia que o cavalo ia cair chegou, seu cavalo de merda nem pra me avisar. Apesar de tudo um dia acaba rendendo pior do que o outro.E como sempre mais uma parede quebrada, a porra da paisagem ficou nublada pra mim de novo, e a cidade continua ajudando bastante. Mas espera vamos estampar mais um sorriso na cara e na contagem regressiva, pra ele se acabar eu isolo a bomba pra bem longe de mim. Melhor assim pra sua propaganda? Obrigada.

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

o que foi que aconteceu ;?



Em uma semana eu escultei tudo que eu nao desejaria ouvir de você ,nao so palavriados que tenham me machucado mais suas atitudes , e esse tornado de desaforos estão me desmoronando, você faz ideia do estrago que elas fazem dentro do meu ser .? Nao, seria a resposta certa . Porque se fizesse no minino ideia ou parasse pra pensar nisso , você amenizaria nas suas palavras brutas que nao são nenhum pouco bem-vindas no meu ouvido .Agora me imagine como uma pilha de latas em um corredor de supermercado. Estão todas lá: umas em cima das outras. Organizadas. Alinhadas. Aí vem uma criança teimosa e tira uma das latas de baixo. A do meio! E, em dois segundos, está tudo no chão. Era impossível que continuassem de pé sem aquela lata. È ando meiuo triste,pensativa so remoendo por dentro , cada um dos seus shows dados essa semana , porque eu posso ate ter cavado um buraco e enterrado lá cada um dos nossos desentendimentos , mais mesmo assim a suas palavras ensistem em continuar , e tão cedo ou quem sabe nunca elas serão esquecidas e sabe porque?
Pois, uma criança teimosa passou por aqui um dia desses e levou o que queria. Tirou uma lata e foi embora. Sei que vou ficar bem. No fim, as coisas sempre se ajeitam. Mas dá um trabalho organizar tudo de novo! Ter de pegar lata por lata e empilhar outra vez... Uma a uma. Bem devagar. Até achar o tal do equilíbrio.
E sem comentar, que você reclama si eu sinto ciumes de você, mais tambem reclama si eu quero tentar controlar esse meu desvio emocional , e assim eu me encontro com as mãos na cabeça, e a expressão inquieta e pensando copiosamente " que bagunça " ....,  e você sabe que nao precisava ser assim, não precisa parar de  falar com ninguem por causa de mim nao , e assim que fique bem claro , nunca mais repita, que: "eu sou apenas sua namorada e que hoje você ta comigo e amanha nao , e que você nunca deixaria uma amizade por causa de mim." , é mais sabe o que você esqueceu no momento que você quiz me deixar bem claro isso , que eu tambem sou sua amiga e nao de hoje e tão pouco de um ano atraz , eu tou do teu lado a mais de seis anos , eu fui tua melhor amiga e é isso que tu mi fala , me diz isso por uma amizade que so faz um ano que tu conheceu .?
Não, não corte essa sua aliança com essa pessoa por minha causa,por favor, porque eu quero ver a tua cara quando tu ver que essa pessoa que você tanta venera , nao vai da tudo que eu te dei durante esses anos , e você vai se arrenpender , ou nao , dessa frase que você me disse . È o que eu queria era que você evitasse não agir como si fosse namorado dessa pessoa , é si você nao percebeu eu te amo, e é so por isso que eu te cobro tanto isso, é você até veio remexeu , procurou, achou, mais tenta usar da forma que você acha certa , então você abusou , e prometeu , prometeu melhoras , até que tentou mais depois foi embora, como quem vai até, a padaria comprar pão e foi, deus sabe pra onde ,e eu ainda aqui de coraçao revirado.
A que você disse mesmo em .? Huum ..., que eu sou ibecil , criança , abestada , me manda calar a boca ,manda eu me fuder com asminhas palvras , e ai tem mais ? claro que tem ner , afinal isso é as unicas das palavras que tu me dirige , afinal como tu disse se eu tou pensando que tu vai me dar um abraço um beijo ou até mesmo me chamar de amor na frente de outras pesssoas , era bom eu sair desse meu mundinho de cristal , porque isso nunca iria acontecer , quer saber definitivamente isso foi o auge da tua micro miseravel importancia comigo , ta bom eu vou sim vou acordar pra realidade e vou parar de me iludir em relaçao a isso ,e ai ta feliz agora ?
Eu sou exatamente aquilo que os seus olhos jamais iram ver, a não ser que eu possibilite tal ato.
Vou tomar mais cuidado , para nao me afogar .